terça-feira, 30 de novembro de 2010

Dai Graças à Deus

Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo
I Tessalonicences 5:18 

Um exercício que podemos fazer constantemente – para que vivamos felizes – é dar graças a Deus em todos os momentos, mesmo quando as situações se apresentarem totalmente desencontradas diante de nossos olhos, despertando em nós sentimentos aversivos. Demos graças a Deus por tudo e por todos, para que nosso coração viva em paz e em santidade em qualquer circunstâncias.
Agradeça ao Senhor todos os dias. Ao levantar, a primeira coisa que deve fazer é agradecer e louvar ao Senhor por tudo que ainda virá. Muitas vezes podemos não perceber qual o presente que ele nos dará, ou qual ele já nos deu, pois sempre queremos o melhor.

Agradeça a Ele nas pequenas coisas; e nas grandes também! Aquela boa nota no colégio; o almoço e o jantar de cada dia; o dinheiro do seu salário, tudo que ele tenha feito em sua vida. Tenha certeza que mais bençãos virão sobre a sua vida.
Ele é maravilhoso, e grande é Sua Glória sobre nós. Ele nos guarda, e em todas as circunstâncias está ao nosso lado. Não custa nada agradecer ao Pai. Muito pedimos e pouco agradecemos. Quando pedir alguma coisa, agradeça ao Senhor porque você sabe que Ele é fiel e que não te desamparará. Agradeça pela oportunidade de tê-lo como Pai, como melhor amigo e como seu  guardião e salvador da sua vida.

Então, querido irmão, que não falte hoje em nossos lábios um “graças a Deus!” ou um “louvado seja Deus!”. Com isso, seguramente, vamos perceber uma profunda diferença em nós e no ambiente em que vivemos. Da mesma forma, evitemos falar coisas desagradáveis e que não edificam nem a nós mesmos nem a ninguém. Você já agradeceu ao Senhor hoje? Se não, faça isso agora e receba o profundo amor que vem do coração do Pai.

“Eu sou convertida há 13 anos”, afirma Gretchen que casará com filho de pastor

Eu sou convertida há 13 anos afirma Gretchen que casará com filho de pastor 250x187 Eu sou convertida há 13 anos, afirma Gretchen que casará com filho de pastor
No começo de novembro, a assessoria de imprensa da cantora Gretchen enviava comunicado à imprensa avisando que ela iria se casar mais uma vez, no dia 15 de dezembro. A notícia chamava atenção pelo fato de Gretchen ter acabado de se separar – ela terminou seu casamento com Demmis Miranda em setembro desse ano -, e também por ela estar prestes a completar sua 14º união, a sexta no papel. Tudo bobagem segundo ela.

As pessoas falam da separação, mas isso não foi de agora. Meu casamento já não vinha bem desde o início do ano, mas foi terminar em setembro. Sobre meus relacionamentos, as pessoas falam demais. A Luana Piovani, a Galisteu, namoram e casam tanto quanto eu, e ninguém fala nada. Acho que falam de mim porque dá ibope. Mas acredito no amor e quero ser feliz”, disse a cantora que agora está às voltas com os preparativos para a festa, e também com sua mudança de Recife para Goiânia, onde mora o noivo.

Por que decidiu se casar novamente e tão rápido? Está apaixonada?

GRETCHEN: Não estou apaixonada, não. A paixão é uma coisa fugaz. O que existe entre a gente é amor. Além disso, eu conheci o Silvio na política, ele é filho de um pastor da igreja Assembléia de Deus, e foi ele quem me propôs o casamento. Ele foi muito claro e direto. Disse que gostava de mim, mas que era sério e não podia namorar se não tivesse um objetivo, que era formar uma família.

Essa objetividade não te assustou? Ou te encantou, pelo fato de ser um homem sério que sabe o que quer?

As duas coisas. Foi muito rápido e não esperava. Mas, por outro lado, ele me encantou pela coragem e determinação.

E a diferença de idade? Pesou entre vocês?
Na verdade, fui eu quem falou tudo isso para ele. Disse: tenho 51 anos e você 30. E ele: ‘não importa, diferença de idade não muda nada entre a gente’. Disse também: ‘Tenho cinco filhos para criar’. E ele: ‘Não importa, eu te ajudo a criar. Meu sonho sempre foi formar uma família, ser pai. Quero um casamento para sempre. Para mim, casamento é sagrado. Esse é o único impedimento para a gente ficar junto. Só se você não quiser casar.’ Não tive como dizer não, fiquei encantada com ele e acho que dessa vez é para sempre.

Você disse que o Sílvio é filho de pastor, é evangélico. Você também vai se converter?

Eu já sou convertida há 13 anos.

sábado, 27 de novembro de 2010

Receba Deus em Sua Vida!

Em todo momento devemos estar próximos de Deus; apegados à Ele; sempre o adorando, bem dizendo o Seu nome e agradecendo por tudo que Ele nos dá. Esse é o tipo de coisa que mais devemos mostrar a Deus. A nossa adoração sincera e verdadeira.

Ele está sempre nos olhando, nos vigiando e nos protegendo, a todo instante. Às vezes podemos pensar: "Poxa, Deus não liga pra mim, eu vivo sofrendo nas mãos do diabo. Tantas pessoas são curadas, mas eu continuo assim, enfermo e sofrendo? Peço que o mal vá embora, mas Deus não tira isso de mim!"

Bem, creio que todo cristão; seja no começo da sua comunhão espiritual com Deus, seja já a sua relação com o Pai longa; tenha passado por isso. É um momento crucial para todos nós, em que procuramos benção ou livramento, mas nada disso vem.

O ponto mais claro para isso acontecer, é o "estar em pecado". Ao falar com Deus é preciso fazer uma auto-análise de si mesmo. O Senhor, através da Sua Palavra vai te mostrar isso; tenha certeza. Você não está esquecido por Deus. Deus não é Deus de confusão (1 Coríntios 14:33), Ele nos ama igualmente, tanto que enviou seu filho unigênito, Jesus Cristo, para nos livrar da Maldição da Lei (Gálatas 3:13).

Mas outro ponto importante nisso, é a comunhão com o Pai. Às vezes ficamos dias sem falar com Ele; ou, ao acordarmos, ao invés de dar graças pelo novo dia, vamos direto para o banheiro, escovar nossos dentes, fazer o que tem de ser feito; e acabamos deixando Deus em segundo plano.

Mas, você sabia que Deus nunca nos desempara? Ele está sempre ao nosso lado, sempre nos vigiando, como citei no começo do texto (Josué 1:5). Mas apesar de Ele nos amar e nos guardar, nós muitas vezes esquecemos Dele; pecamos contra Ele e o entristecemos de forma, muitas vezes, absurda.

Sabe o que nos falta para recebermos as Suas bençãos e a nossa autoridade espiritual, que foi concedida por Ele à todos nós (Lucas 10:19)?

É o amor sincero por Ele, e o recebimento Dele em nossas vidas. Temos de abrir espaço para Deus entrar em nossos corações e modificar por completo tudo que há em nós. Quão lindo é sentir a presença do Senhor dentro de nós! Irmão, não perca tempo, e largue já esse caminho imundo em que o diabo te colocou. Inicie desde já a sua comunhão com o Pai, e aproveite do grande amor que Ele tem para te dar. Você nem imagina o quanto Ele pode proporcionar a você.

Tudo o que nos basta é o amor de Deus. Não há amor maior que esse. Ele supre todas as tuas necessidades (Filipenses 4:19). É através do Seu amor que sua vida será nova, santa e abençoada. Você quer sentir esse amor? Então deixe Ele entrar em seu coração e fazer de ti uma nova pessoa, em Cristo Jesus!

Por Gabriel Ferraz

Você é Amado!

Igrejas Evangélicas do Rio de Janeiro de portas fechadas

Igrejas Evangélicas do Rio de Janeiro de portas fechadas 250x187 Igrejas Evangélicas do Rio de Janeiro de portas fechadas
Diante dos conflitos militares que se espalham pela Cidade Maravilhosa, algumas igrejas do Rio de Janeiro fecharam suas portas. Entre elas a Assembléia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) liderada pelo pastor Silas Malafaia que desde a quarta-feira cancelou seus cultos.

A igreja tem vários templos no Complexo do Alemão, Comunidade Vila Cruzeiro e Penha. E exatamente por isso a igreja resolveu não abrir suas portas. O comunicado ao público foi dado na internet na quinta-feira dizendo: “Por questão de coerência o Culto da Vitória de hoje foi cancelado. Mas a igreja permanece em oração.”

Além dos cultos, o evento de consagração do CD “Herança” da cantora Jozyanne que aconteceria na sede da ADVEC também foi cancelado. O show era para acontecer na quarta-feira (24), e terá uma nova data remarcada.

Em seu micro blog o líder da AD Vitória em Cristo se pronunciou sobre o caso. “Vamos estar orando pelo RJ. A violência é grande, mas nosso Deus é maior! Que Deus guarde cada um de nós e nos livre dos homens maus”, disse o pastor Silas Malafaia.

Segundo informações, os cultos de domingo estão confirmados, até o fechamento dessa matéria as programações do dia 28 acontecerão normalmente.

Não é só o andamento dos cultos que essa guerra urbana entre policias e traficantes atrapalha, as aulas foram suspensas na zona norte e oeste da cidade e mais de 40 mil alunos ficaram sem aulas. Os comerciantes locais também estão sendo atingidos, pois com receio de ataques dos traficantes, muitos optaram em fechar as portas.

São mais de seis dias de conflitos no Rio de Janeiro, os ataques, que começaram na tarde do último domingo (21), seria uma retaliação dos bandidos à criação das UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora), que levaram o policiamento a várias comunidades cariocas antes dominadas pelo tráfico de drogas. Até o momento mais de 30 mortes foram confirmadas.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Faça Guerra!

Por que Deus permite que pessoas inocentes sofram?

Esta é uma das questões mais difíceis para um cristão responder.  O “problema da dor”, como o famoso estudioso cristão, C.S. Lewis, uma vez chamou, é a arma mais poderosa do ateísmo contra a fé cristã.

Toda a ciência verdadeira e a História, se bem entendidas, apóiam a existência de Deus. Esta evidência é apresentada pela Bíblia, "Diz o néscio no seu coração: Não há Deus" (Salmo 14:1).  Muitos ateus, portanto, sem qualquer evidência objetiva sobre quê basear sua fé, crendo na inexistência de Deus, recorrem a objeções filosóficas. E o problema do sofrimento é a maior destas.
Isto é, como pode um Deus de amor permitir coisas como guerras, doenças, dor e morte em seu mundo, especialmente quando seus efeitos são freqüentemente mais intensos contra pessoas que são aparentemente inocentes? Ou Ele não é um Deus de amor e é indiferente ao sofrimento humano, ou não é um Deus de poder e é inútil para fazer algo a respeito. Em qualquer dos casos, o Deus da Bíblia, que é supostamente um Deus de poder absoluto e de amor perfeito, se transforma num anacronismo impossível. Ou é isso que eles dizem!

Esta é uma grande dificuldade, porém, o ateísmo, certamente, não é a solução, e tampouco o agnosticismo. Mesmo havendo muita coisa má no mundo, existem muito mais coisas boas. Isto é provado pelo simples fato de que as pessoas normalmente tentam agarrar- se à vida o quanto podem. Além disso, todos reconhecem instintivamente a superioridade do “bem” contra o “mal”.

Precisamos reconhecer também que as nossas próprias mentes foram criadas por Deus. Nós só podemos usá-las até onde Ele nos permite, e é, portanto, altamente presunçoso de nossa parte usá-las para questionar a Ele e aos seus motivos.

"Não fará justiça o juiz de toda a terra?" (Gênesis 18:25).

"Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?" (Romanos 9:20).

Não somos nós que traçamos o padrão do que é certo, mas apenas o Criador de tudo. Precisamos ter em nossas mentes e corações que, quer entendamos ou não, tudo o que Deus faz é, por definição, certo.

Tendo aceitado isto pela fé, somos libertos para pensar em como podemos crescer espiritualmente com os sofrimentos e bênçãos da vida. Ao considerarmos tais assuntos, é útil cativar em nossas mentes as grandes verdades seguintes:
Vivemos na terra de um inimigo, Satanás, que o Senhor Jesus Cristo chama "o príncipe deste mundo". (João 16:11) E enquanto esse inimigo estiver em ação, haverá sofrimento para todos os homens.
Desde que "todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus" (Romanos 3:23), não existe ninguém que tenha o direito de escapar da ira de Deus com base em sua própria inocência.

No que concerne aos bebês e outras pessoas que são impossibilitadas mentalmente de distinguir entre certo e errado, é claro, tanto pela Escritura quanto pela experiência universal, que eles são pecadores por natureza, e, por isso, serão, inevitavelmente, pecadores voluntários tão logo possam fazê-lo.
O mundo está agora sob a maldição de Deus (Genesis 3:17) devido à rebelião do homem contra a palavra de Deus.

Este “cativeiro da corrupção” ligado ao fato de que "toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto", (Romanos 8:21, 22) é universal, afetando todas as pessoas em toda parte. Deus não criou o mundo assim, e um dia Ele restaurará todas as coisas. Nesse dia, "Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor..." (Apocalipse 21:4).

O Senhor Jesus Cristo, foi o único verdadeiro “inocente” e “justo” em toda a história humana, todavia sofreu mais que qualquer um.

E Ele fez isso por nós! "Cristo morreu por nossos pecados" (I Coríntios 15:3). Ele sofreu e morreu para finalmente libertar o mundo da maldição e para que, mesmo agora, Ele pudesse salvar do pecado e da escravidão deste todos os que O receberem pela fé como Senhor e Salvador pessoal. Esta grande libertação da pena do pecado herdado, bem como dos pecados que cometemos, muito possivelmente também assegura a salvação daqueles que morreram antes de atingir uma idade de consciente escolha do errado sobre o certo.

Com toda a nossa fé na bondade de Deus e na redenção de Cristo, podemos reconhecer que o nosso sofrimento atual pode ser transformado para a Sua glória e para o nosso bem.

Os sofrimentos das pessoas que ainda não foram salvas são freqüentemente usados pelo Espírito Santo para levá-las a perceber que precisam de salvação e que precisam voltar-se para Cristo em arrependimento e fé. Os sofrimentos dos cristãos devem ser sempre um meio de desenvolver uma mais forte dependência de Deus e um caráter mais semelhante ao de Cristo, se neles eles forem “exercitados” (Hebreus 12:11).

Assim, Deus é amor e é misericordioso mesmo que “no presente” Ele permita que provações e sofrimentos entrem em nossas vidas.

"E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28).

Talvez você hoje, esteja passando por tremenda aflição, e não entenda porque Deus está permitindo este sofrimento. É necessário então exercitar a fé na bondade e na sabedoria do Pai celeste.
É necessário lembrar que Ele visa o nosso bem presente, e o nosso bem eterno. Lembrar também que Ele está conosco na prova; e, passada a prova, entenderemos melhor os altos desígnios do fiel Salvador. Confiemos nEle, demonstrando o nosso amor.  Depositemos nEle nossa confiança, nossa fé!

Eu quero hoje reafirmar minha fé em Deus. E você amado ouvinte, gostaria de firmar sua fé na pessoa de Jesus?


Central Blogs

Avó reza para que Barack Obama se converta ao islamismo

Barack Obama 250x239 Avó reza para que Barack Obama se converta ao islamismo
A avó queniana do presidente Barack Obama, Sarah Obama, que acaba de terminar sua peregrinação a Meca, disse ter rezado para que seu neto se converta ao islamismo. A declaração foi feita durante uma entrevista publicada nesta quinta-feira pelo jornal saudita Al Watan. Obama é cristão, mas pesquisas mostraram que muitos americanos acreditam que ele seja muçulmano.

“Orei para que meu neto Barack se converta ao Islã”, declarou Sarah, de 88 anos. Segundo o diário, ela fez a peregrinação acompanhada do filho, Said Hussein Obama, tio do presidente americano, e de quatro netos.

Sarah destacou, no entanto, que só falaria sobre sua peregrinação a Meca e se negou a comentar a política do neto ilustre.

A família foi convidada a fazer a viagem pelo governo saudita. Said Husein agradeceu ao rei Abdullah por “sua hospitalidade”, de acordo com o Al Watan.

Origem - Sarah Obama é a terceira esposa do avô de Barack Obama. Embora não exista nenhum vínculo biológico, o presidente a considera sua avó paterna.

De acordo com uma pesquisa de opinião publicada em agosto, uma em cada cinco pessoas nos Estados Unidos acha que o presidente é muçulmano, apesar das reiteradas afirmações da Casa Branca de que o presidente é cristão.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Verifique o Grau de Paciência

Paciência é a qualidade habitual de suportar os testes e as circunstâncias testadoras sem queixume.

Paciência também significa tolerância diante das falhas humanas, ou a espera por algum acontecimento que venha alterar as circunstâncias incômodas. Trata-se da capacidade de esperar por mudanças sem demonstrar ansiedade exagerada.

O texto sobre o qual estamos falando expõe a paciência no sentido de se esperar por mudança. No Novo Testamento, quando se fala acerca da paciência, refere-se também à longanimidade face às provações, resistências e constância em face da oposição. Na terminologia grega, o verbo, “upomoné”, tem sentido de resistência (sob algum peso).

O dicionário da língua portuguesa define a palavra "paciência" da seguinte forma:

1. Virtude que consiste em suportar os dissabores e infelicidades; resignação;
2. Capacidade de persistir numa atividade difícil, suportando incômodos e dificuldades; constância, perseverança.

Considerações Bíblicas

1. A paciência consiste na persistência em face dos obstáculos. Procure alcançar uma obra perfeita (Tiago capítulo 1, versículo 4). No presente, ela já produz frutos, e nos ajuda a percorrer o curso de nossas vidas, tendo em vista o prêmio da vida eterna;
2. A paciência espera pela salvação de Deus e é muito importante para a obtenção da nossa herança (Hebreus capítulo 6, versículo 12; capítulo 10, versículo 36);
3. A paciência precisa ser fortalecida (Colossenses capítulo 1, versículo 11);
4. Deve ser cultivada como um fruto do Espírito (Gálatas capítulo 5, versículo 22);
5. Ela é desenvolvida através do desenvolvimento espiritual.

Como a paciência é desenvolvida em nossa vida

a) Por meio da oração (Efésios capítulo 6, versículo 18);
b) Pela meditação na palavra de Deus (Efésios capítulo 1, versículo 18);
c) Através do estudo (I Timóteo capítulo 4, versículo 13);
d) Por meio da santificação (I Tessalonisenses capítulo 4, versículo 3);
e) O viver segundo a lei do amor (I João capítulo 5, versículo 7);
f) Uso dos dons espirituais (Efésios capítulo 4, versículo 8 ss).

Um dos aspectos do fruto do Espírito

O trecho de Gálatas capítulo 5, versículo 22 encerra essa virtude cristã como um dos aspectos do fruto do Espírito, ou seja, uma qualidade espiritual que o Espírito Santo cultiva no crente. Entendemos, com isso, que a paciência é uma virtude espiritual do cristão. Sendo assim, temos uma necessidade constante de desenvolver essas habilidades na vida diária.

A paciência de Deus

Deus nos tolera, devendo, também nós, tolerarmos ao próximo. A paciência divina abrange todos os homens. (I Pedro capítulo 3, versículo 9; Salmo s capítulo 86, versículo 15; Romanos capítulo 9, versículo 22).

A paciência de Cristo

Jesus Cristo nos deixou um grande exemplo de paciência, visto que percorreu sua carreira terrena com alegria e paciência (resistência). Vejamos Romanos capítulo 12, versículos 1 e 2. Devemos seguir o exemplo da paciência de Cristo, mesmo nos casos em que sofremos as contradições e oposições por parte dos ímpios (Salmos capítulo 37, versículo 1; Provérbios capítulo 3, versículo 31; capítulo 23, versículo 17; capítulo 24, versículo 1 e Jeremias capítulo 12).

O que nos ensina a possuir paciência

Mudanças vitais podem ocorrer em nossas vidas quando suportamos a disciplina do Senhor.

Para refletir

“Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa” (Hebreus capítulo 10, versículo 36).
 
Por Joseph Gomes

Cientologia planeja construir 50 centros ao redor do mundo

cientologia 201x250 Cientologia planeja construir 50 centros ao redor do mundo

Igreja terá sedes nos EUA, na Austrália, na Venezuela e em Taiwan. Grupo tem sofrido com deserções e ataques de fora da religião.

A inauguração de um centro de Cientologia no bairro histórico de Pasadena, na Califórnia, foi um grande evento para a cidade. Os membros da igreja desembolsaram US$ 10 milhões (cerca de R$ 17,5 milhões) na compra de um edifício de quatro andares construído em 1906 e mais 6 milhões para restaurá-lo antes da cerimônia de gala, que acontecerá no dia 18 de julho de 2011.

O projeto de Pasadena faz parte de um empreendimento muito maior da igreja: a construção de 50 novos centros em 16 países.

A corretora de imóveis internacional CB Richard Ellis está gerenciando o projeto em nome da igreja. Segundo Dana Barbera, diretora da CB Richard Ellis, o maior desafio é a instalação de centros praticamente idênticos em prédios completamente distintos, como um resort perto de Johanesburgo, a sede de um banco em Bruxelas e um hotel em Kaohsiung, Taiwan.
Neste projeto, a equipe de Barbera trabalha com o escritório de arquitetura Gensler, de São Francisco. Eles estão construindo capelas, salas de aconselhamento e saunas de purificação em cada um dos edifícios recém-adquiridos. “Nós temos clientes maiores, mas não consigo me lembrar de outro lançamento com esta complexidade,” diz Barbera, que está baseada em Los Angeles.

Organizações ideais

As instruções para a construção dos prédios, chamadas de “organizações ideais,” são tiradas dos escritos de L. Ron Hubbard, fundador da igreja, que morreu em 1986. De acordo com um porta-voz da Cientologia, Tommy Davis, Hubbard era “extremamente específico” sobre como deveria ser a apresentação dos centros.

“Não há espaço para interpretações” diz ele. A condução do projeto está a cargo de David Miscavige, líder da igreja.

Davis, um cientólogo da segunda geração, disse que os prédios, que devem medir pelo menos 3.716 metros quadrados, custam de US$ 4 milhões a US$ 20 milhões cada um. Logo, o valor da expansão chega a US$ 500 milhões. O dinheiro para a compra e reforma dos imóveis vem de doações dos membros locais da igreja.

Bob Wright, o supervisor de projetos internacionais da igreja, disse que a organização geralmente procura imóveis “com presença”, em lugares que tenham um bom tráfego de pedestres. Tais critérios não raramente conduzem aos edifícios históricos. A escolha de locais históricos dá à igreja, que foi fundada em 1954, “legitimidade como religião estabelecida e histórica, e não apenas uma nova invenção,” afirma Hugh B. Urban, professor da Universidade de Ohio, que lançou recentemente um livro sobre a Cientologia.

Deserções e acusações

A propriedade em Pasadena, conhecida como edifício Braley, foi construída em 1906 para ser um salão de exposições de automóveis e consta no registro de patrimônios históricos dos Estados Unidos.

O piso térreo, onde se encontra um café, uma livraria e um salão para eventos da comunidade, fica aberto até as 22h. Um dia desses, havia um funcionário na rua distribuindo cartões que ofereciam uma introdução grátis à filosofia de Hubbard, chamada Dianética.

Se a Cientologia precisa de todas estas novas sedes, ou pode sustentá-las, é uma questão a ser discutida. Davis afirma que a quantidade de membros já chegou “aos milhões”, sendo que um terço vive nos Estados Unidos. No entanto, o relatório de um estudo da American Religious Identification Survey (ARIS) indica que o número de cientólogos americanos baixou de 55 mil em 2001 para 25 mil em 2008.

A igreja também tem outros problemas. Nos últimos anos, a Cientologia tem enfrentado deserções e acusações de abuso por parte de ex-membros. Urban acredita que a abertura de tantos centros novos “poderia ser uma estratégia de marketing para dar a aparência de que a Cientologia encontra-se em um período de enorme crescimento, o que atrairia as pessoas. Esse é o tipo de coisa que eles sempre fazem.”

Catedrais do futuro

Por outro lado, Davis diz que o projeto de expansão tem um objetivo simples: “Estamos construindo as catedrais do futuro.”

Segundo ele, no próximo ano a igreja pretende abrir centros em Mineápolis, em Minesota; Cincinnati e Columbus,em Ohio; Sacramento, Inglewood e Santa Ana, na Califórnia; Tampa, na Flórida, Portland, no Oregon; Melbourne, na Austrália; Caracas, na Venezuela; e Kaohsiung, em Taiwan.

Em alguns casos, os edifícios antigos perderam seus propósitos originais e podem ser adquiridos a um preço muito baixo.

“Somos bons negociadores “, afirma Wright. Ele acrescenta que isso não se aplica apenas aos imóveis, mas também ao mobiliário dos edifícios.”Estamos construindo 60 igrejas com 400 ou 500 cadeiras por igreja, logo podemos obter um bom preço. O mesmo acontece com as saunas e com os tapetes.”

Davis explica que no caso de Pasadena foram os membros da Cientologia que escolheram o local e levantaram o dinheiro para a construção. “Eles não poderiam ter escolhido um lugar mais caro do que o centro histórico de Pasadena, diz Davis. “Além disso, nós compramos quando os imóveis estavam valorizados.”
A expansão da Cientologia em Pasadena também teve seus tropeços. O prédio foi comprado por um grupo de seguidores, os quais não forneceram seus nomes. Algumas pessoas consideraram isso uma tentativa de ocultar a finalidade da aquisição. Mas Davis explica que é prática comum entre as grandes empresas comprar imóveis sem revelar suas identidades.”É para conseguir o melhor preço possível”, diz ele.

A igreja também foi criticada por deixar o prédio de Pasadena vazio por quase dois anos antes de iniciar a reforma.”Quando você encontra o lugar certo, precisa comprá-lo imediatamente, mesmo que não esteja pronto para começar as obras”, defende Davis.

Ataques

Os protestos religiosos têm sido raros. Segundo o jornal local “The Pasadena Weekly”, houve uma passeata em 2008 com cerca de 30 opositores da Cientologia, na qual uma mulher vestida com uma máscara de médico carregava um cartaz que dizia: “A Cientologia desconecta famílias”. Na camiseta de outro manifestante estava escrito: “A Cientologia Mata”.

“Os manifestantes não são uma fonte legítima de informações sobre a Igreja da Cientologia”, diz Davis.

O presidente da Câmara de Comércio de Pasadena, Paul Little, disse que recebeu ligações de membros da comunidade que estavam receosos. Alguns se preocupavam com o proselitismo que a igreja faria em Pasadena. Entretanto, segundo ele a igreja é um antigo membro da câmara e “nosso trabalho é apoiar os membros. Nós nãojulgamos suas crenças.”

Little conta que na região do centro histórico alguns empresários estavam preocupados que o uso de um edifício tão grande para uma finalidade não comercial iria diminuir o tráfego de pedestres nas lojas e restaurantes do bairro.

Hábitos
Embora haja uma variação de estilos nos prédios da Cientologia – muitos detalhes no de Pasadena refletem o artesanato tradicional da cidade – eles compartilham algumas características, como os sinais elaborados em uma oficina de propriedade da igreja em Los Angeles. Os escritórios de Hubbard, arrumados para que ele possa chegar a qualquer momento, também são encontrados em todas as igrejas.”É um sinal de respeito”, explica Davis.
Barbera diz que a CB Richard Ellis, que conta com 2.500 funcionários em sua divisão global de gerenciamento de projetos, está tratando de tudo, desde as negociações do contrato até o acompanhamento da obra. A Ellis se tornou gerente exclusiva dos projetos em 2009. Barbera conta que os funcionários da igreja com quem ela já trabalhou são da “antiga escola”: trabalham duro, pagam suas contas e são exigentes.

Donna Taliercio, porta-voz do Gensler, diz que o escritório de arquitetura começou a trabalhar com a igreja em 2005. Há 10 projetos concluídos e vários outros em andamento. O Gensler possui equipes em três cidades – Atlanta, Los Angeles e São Francisco – trabalhando em projetos da Cientologia.
Irwin Miller é funcionário do Gensler e atuou como diretor de design no projeto de Pasadena. Miller, que possui mestrado da Escola Superior de Design na Universidade de Harvard, se autodefine como “um garoto judeu de Boston”, que tem prazer em trabalhar para a igreja da Cientologia, pois esta lhe dá a oportunidade de “participar de importantes projetos cívicos.” Segundo Miller, os novos prédios da Cientologia estão ajudando a revitalizar a paisagem urbana.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

É Tempo de Buscar o Senhor!

Semeai para vós em justiça, ceifai segundo a misericórdia; lavrai o campo de lavoura; porque é tempo de buscar o SENHOR, até que venha, e chova a justiça sobre vós” 
Oseias 10.12

Nenhum lavrador sai jogando aleatoriamente as sementes pelo campo. Antes, ele examina a terra, esperando o momento ideal para lavrá-la e prepará-la. Então, quando tudo está pronto e chega o tempo certo, lança a melhor semente. Ele segue essa lei do plantar e do colher, que foi criada pelo Senhor e é conhecida por todo aquele que sabe cultivar a terra. Trata-se do tipo da lei eterna que o Altíssimo criou para que as Suas operações tivessem sucesso.

Da mesma forma, observe quando, como e onde você tem semeado. Você só pode semear em justiça quando vê que o Senhor abriu o caminho. Portanto, jamais desperdice as oportunidades que o Pai lhe concede, pois elas abrirão as portas para o poder divino entrar em ação. O seu entendimento tem de ser aberto, lavrado e bem preparado para ouvir a Palavra de Deus. Não deixe o inimigo acusá-lo; se houver algum pecado escondido em seu coração, vá ao Altíssimo e confesse-o. Além disso, procure a pessoa que você prejudicou com suas atitudes erradas e acerte-se com ela. De outro modo, seu problema persistirá, porque o poder divino não poderá operar sobre um campo que, em vez de ter sido preparado, continua repleto de espinhos e pedras.

A ceifa da boa Semente que plantamos no Reino de Deus tem de ser feita conforme a misericórdia. Ela irá ensinar-nos o tempo certo de tomarmos posse da bênção. Então, quando recebermos essa revelação, precisaremos agir com toda a nossa força e todo o nosso entendimento, pois é assim que devemos servir ao Todo-Poderoso.

O que tem acontecido em sua vida é o melhor que poderia ter ocorrido. Agora, é hora de se arrepender de todos os seus pecados, deixar o erro para trás e tornar-se alguém que verdadeiramente anda com Deus. Invoque o Altíssimo, busque nEle a solução de seus problemas e creia no poder do Senhor, pois, assim, o inimigo será derrotado. Estamos no momento de buscar a presença divina (Isaías 55.6)! No entanto, quem não aproveitar esse tempo de visitação divina verá que perdeu muito.

Essa busca pelo Senhor deve ser um ato contínuo; a ordem é não parar até que Ele venha. Portanto, não deixe de orar com fé, de assumir a sua posição em Cristo e tomar posse da sua vitória. Enquanto Deus não for ao seu socorro com a resposta dos seus pedidos, continue crendo e exercendo a sua autoridade no Nome de Jesus.

Que promessa maravilhosa! O Senhor fará chover justiça sobre nós! Não serão alguns pingos aqui e ali, mas, sim, uma verdadeira chuva. Você precisa entender que este momento pelo qual a humanidade está passando é o melhor que o homem já teve sobre a Terra. Hoje é dia de crer de modo extremo e completo para poder desfrutar de tudo o que a prometida chuva de bênçãos está trazendo sobre todos os que confiam no Senhor.

Por R.R. Soares

Fé e Paixão: Biografia da cantora Aline Barros ganha destaque

O segundo semestre deste ano foi dominado pelas biografias. As editoras, graças à proximidade do Natal, apostaram no gênero e intensificaram os lançamentos nas últimas semanas, provocando uma verdadeira guerra mercadológica.

Com nomes curtos e capas em preto e branco, as biografias, geralmente de políticos e astros da música, apresentam histórias de orgias, desabafos, drogas e crueldade. Nadando contra a corrente, Aline Barros lança sua autobiografia, um relato de superação e amor a Deus.

Publicado pela Thomas Nelson Brasil, “Fé e Paixão” conta a trajetória de desafios e vitórias, do início de sua carreira no Rio de Janeiro ao reconhecimento internacional. Semelhante a um diário, a cantora gospel mais popular do país dá lições de vida e de valorização da família.

Aline detalha os fatos mais importantes de sua vida antes, durante e depois do sucesso ― como quando descobriu que estava sofrendo de um sério problema nas cordas vocais; ou na infância, quando ajudava a família vendendo cachorro-quente na feira com a mãe ― e os momentos preciosos em que se viu tomada pelo imenso amor de Deus nos palcos e fora deles.

Durante todo o seu relato, Aline deixa claro que promove o amor familiar como o alicerce para o fortalecimento de qualquer pessoa, e descreve com emoção o quanto a dedicação ao seu sonho a moveu durante toda a sua vida.
A carioca ganhou o Grammy Latino na categoria melhor álbum de música cristã em língua portuguesa em 2004, 2006 e 2007. Comoveu milhares de pessoas em Porto Rico, Londres, Coreia do Sul, Venezuela e muitos outros países.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Senhor, Ensina-me a Sorrir!

A habilidade para sorrir é um verdadeiro dom de Deus. Eu acredito que essa é a expressão de um coração que está cheio de alegria. Infelizmente, para uma pessoa comum, gargalhadas só acontecem dependendo das circunstâncias. Mas nós como crentes, temos um privilégio maravilhoso – podemos sorrir mesmo quando as coisas não estão da forma que gostaríamos.

Uma das razões para podermos sorrir e desfrutar nossa vida apesar das atuais circunstâncias, é porque Jesus é a nossa alegria. Ele é a vinha e nós somos os galhos. À medida que nós aprendemos a permanecer nele, vamos render ou produzir o fruto do caráter de Cristo, e a alegria é um fruto. Longe dele, não podemos fazer nada, mas na presença dele nossa vida irá transbordar de alegria, e eu creio que quando a alegria for transbordante, existirá uma ligação para o sorriso.

O sorriso surge de um coração alegre...

A Bíblia diz que quando nós aceitamos Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador, a totalidade de quem Deus é começa a existir dentro de nós. Em outras palavras, a divina semente que vai produzir todos os frutos do Espírito de Deus, incluindo alegria, está em nós. Não é uma coisa que estamos tentando adquirir, é algo que já existe. O que precisamos aprender é como desprender esta alegria, pois algumas vezes o “bem-estar” de nossa alma se trava, e isso impede que a alegria de Deus seja liberada.

No Velho Testamento, uma das estratégias de guerra para bloquear o “bem-estar” do inimigo era mostrando ossos e muita sujeira. Quando conseguiam atingir esse “bem-estar”, ninguém mais conseguia encorajá-los. O mesmo acontece conosco. Nosso inimigo tenta atingir nosso bem-estar atirando “pedras” de ressentimento, amargura, falta de perdão, temores, dúvidas, depressão, você pode até listar. Se aceitarmos essa “sujeira”, que vem em forma de pensamentos, vamos impedir grandemente o fluir de “Águas Vivas” em nosso espírito.

Mas Deus não deseja que vivamos assim. Ele deseja liberar nosso bem-estar. Ele deseja que o rio do Espírito Santo flua livremente em nós e através de nós para tocar outros. Interessante que quando os filisteus desestabilizaram Abraão com sujeira, Deus usou Isaque para restaurá-lo. O nome de Isaque significa “alegria”. E foi a alegria que restaurou o bem-estar de Abraão, eu acredito que o desejo de Deus é usar a alegria e o sorriso para restaurar o seu bem-estar também.

Houve um tempo em minha vida que eu raramente sorria, ou deixava um sorriso solitário escapulir. Eu me tornei uma pessoa tão séria e intensa que deixava passar muitas oportunidades de sorrir. Felizmente, Deus mudou isso em minha vida. Agora, quando surge uma oportunidade de sorrir eu simplesmente agarro esta oportunidade. Eu vou direto para o sorriso. Eu aproveito o máximo que posso disso, pois descobri o tremendo alívio do estresse e da tensão uma boa gargalhada pode trazer. Quando estou cansada ou exausta para lidar com as coisas da vida, eu me sinto como um armário sujo, envelhecido e com necessidade de renovo. Mas quando Deus me dá uma oportunidade de sorrir, parece que vem uma “brisa sobre mim”, me levantando da opressão e me refrescando completamente.

Por Joyce Meyer

Programa Raul Gil vê audiência aumentar com atrações evangélicas

Programa Raul Gil aumenta sua audiência com atrações evangélicas 250x186 Programa Raul Gil vê audiência aumentar com atrações evangélicas
Os tempos de baixa audiência do Programa Raul Gil ficaram definitivamente para trás. Desde que chegou ao SBT, em junho, depois de cinco anos na Bandeirantes, o apresentador só vê sua média de pontos no Ibope crescer. Enquanto na Band, em seus últimos meses no ar, vinha dando média entre 4 e 5 pontos no Ibope, na emissora de Silvio Santos a atração mantém a média de 11 pontos e chega a picos de 13, empatando com seu concorrente mais forte, o Caldeirão do Huck, apresentado por Luciano Huck, na Rede Globo. Para Raul Gil, de 72 anos, quase 60 de carreira, a explicação é simples. “A boa audiência do programa vem ao encontro do gosto do telespectador, que se cansou um pouco de baixaria”, disse o apresentador no estúdio, no dia em que a reportagem acompanhou as gravações da atração que ele comanda.

Raul Gil parece saber exatamente como fazer para obter essa audiência. No estúdio, é figura compenetrada. Antes de todos, grava os merchandisings. Em seguida, se recolhe ao camarim, para um retoque na maquiagem. Já no palco, quando fala, a equipe se mantém em silêncio total. Até os cantores amadores que vão ao programa recebem dicas do veterano. Foi assim com a primeira candidata do concurso na gravação. Nervosa, a moça errou o momento de começar a cantar. “Para tudo!”, disse Raul. “O que aconteceu? Não fique nervosa, vai dar tudo certo”, disse carinhosamente à caloura. A moça respirou fundo. Errou de novo. Raul Gil pediu para parar. Só na terceira vez ela acertou.

Na receita de sucesso de Raul Gil, quadros simples como o concurso “Jovens talentos”, no qual cantores e cantoras entre 15 e 25 anos disputam, semana após semana, um contrato de trabalho com a gravadora Sony Music. A final da primeira temporada do quadro no SBT, em 9 de outubro, levou o programa a bater o seu primeiro recorde, com 13 pontos no Ibope. A vencedora, a cantora gospel Brenda dos Santos, comemorou o prêmio com lágrimas e um agradecimento a Deus no palco. No CD que Brenda vai gravar, três participações especiais de seus colegas e ex-concorrentes, todos cantores gospel. Católico, Raul Gil acredita que a música religiosa tem forte apelo. “Não é só evangélico. Se aparecer um espírita aqui cantando música boa vai fazer sucesso”, disse.

A Próxima Maisa
Outro ponto forte do programa é o quadro “Eu e as crianças”, em que Raul divide o palco com a garotada, que encara as câmeras para exibir números variados, de dança, canto, interpretação e sapateado. Enquanto o quadro está no ar, o “vovô Raul”, como é chamado pelas crianças, conta com duas assistentes de palco aspirantes a estrelas: Yasmim, de 9 anos, e Milena, de 3. Inteligente, e com bochechas irresistíveis, a pequena Milena chama atenção por suas semelhanças com outra criança prodígio, também revelada por Raul Gil: Maísa. Hoje, com 7 anos, ela apresenta o Bom dia & Cia., às quintas e sextas, e o Sábado animado, aos sábados, no SBT.

Toda as quartas, Milena sai de Curitiba, onde mora, acompanhada pela mãe, a cantora gospel Ana Cristina, e enfrenta uma hora de voo até São Paulo. “Quando tem gravação, ela acorda às 6h. Mas às 5h30 já está em pé, gritando e pulando”, conta a mãe, evangélica da Quarta Igreja do Evangelho Quadrangular. Antes de fazer maquiagem e cabelo para entrar em cena, Milena tira uma soneca nos camarins. Durante a preparação, interage com todos, fazendo perguntas e comentários nada convencionais para uma criança de sua idade. Perguntada sobre qual é sua cantora favorita, a menina surpreende e aponta para si mesma. Na hora de escolher o que vai ser quando crescer, outra surpresa: “Mas eu já sou cantora. Sou uma artista de Jesus”.

Tanta simpatia e esperteza conquistou o público de casa, e a menina já tem até fãs. “Onde ela para, forma uma rodinha de adultos e crianças”, conta a mãe. Milena ensaia seu repertório gospel todas as manhãs, e tem agenda lotada. O sucesso que a menina faz com o público, Raul Gil explica. “A Milena faz aquelas orações, põe a mãozinha dela para cima. Os católicos, espíritas, ficam impressionados e emocionados com o jeitinho dela. Quando encontro senhoras na rua, elas me falam que se sentem bem quando a veem fazendo isso.”

Pérolas de Milena
• Ao comentar sobre as cantoras que mais aprecia: “Não gosto da Xuxa. Gosto mais de Mara Maravilha e Ana Paula Valadão (ambas cantoras gospel).”

• Ao responder sobre o que vai ser quando crescer: “Não vou ser dona de casa. Eu vou ser cantora. Eu já sou artista de Jesus”.

• Quando revela gostar de fazer cabelo e maquiagem para as gravações: “Eu fico parecendo uma noiva, bem bonita. Você é feia (diz, olhando para a repórter)”.

• Ao falar sobre o que gosta de comer: “Eu gosto de pepino, pimentão, arroz e feijão. Você tem uma bala aí?”

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O Senhor nos Favorece

“Por isto conheço eu que tu me favoreces: que o meu inimigo não triunfa de mim” - Salmo 41.11


Há algumas dicas na Palavra de Deus para aprendermos a desfrutar a vida com Cristo em sua plenitude. Quem não atenta para o que o Evangelho diz, ou não presta atenção ao que está escrito na Palavra, vive sempre abaixo do nível, sem poder e sem a capacidade de enfrentar e vencer as forças do mal. Contudo, quem é atento e dá atenção ao que o Mestre ensina aprende a boa lição e passa a ser vitorioso em todos os assuntos da vida. É possível conhecer quem é verdadeiro discípulo de Jesus pela maneira como vive. Aquele que tem comunhão com o Senhor possui uma palavra diferente de quem não tem os mandamentos nem os cumpre.

Uma dessas dicas é reconhecer que Deus realmente nos favorece – beneficia, protege. Amigo, o nosso Deus é sentimental, pois Se alegra, enfurece-Se, sofre e também chora. Não foi isso que Jesus mostrou perto do túmulo de Lázaro? (João 11.35). Ele favorece aqueles que são dEle e fazem Sua perfeita e doce vontade. Isso quer dizer que, além das promessas registradas nas Escrituras, o Senhor faz algo mais por aqueles que O fazem feliz.

Muitas vezes, o inimigo se acha no “direito” de nos oprimir, pois saímos um pouco fora do Caminho. Quando isso ocorre, ficamos tristes e já não buscamos o Senhor como deveríamos. Nesse momento, a luta surge e, sentindo que estamos fora do plano divino, arrependemo-nos e procuramos o favor divino. Então, o Espírito de Deus nos leva à confissão do nosso erro, fazendo-nos ficar envergonhados e contristados. Com o pedido de perdão, Deus não somente nos perdoa, mas também nos limpa de toda iniquidade. Na batalha, Ele nos esforça e, com Sua ajuda, conseguimos a vitória.

Seja verdadeiro e faça um autoexame. Veja quantas vezes o maligno tem feito você cair em pecado ou em laço? Você é igual a qualquer outra pessoa. Sem sombra de dúvida, você jamais deveria cair, mas quem é este ou aquele que pode dizer que nunca escorregou nem saiu um pouco do Caminho. Isso não deve deixar você fora do plano divino, pois a promessa do Senhor é que, se confessar seus pecados, Ele é fiel e justo para lhe perdoar os pecados e purificá-lo de toda injustiça (1 João 1.9). O fato de o Senhor ter feito essa promessa significa que Ele Se coloca à sua disposição para que você não caia mais. No entanto, em caso de erro, fale com o Senhor e abra o coração para receber o perdão e o revestimento de poder, o qual o fará mais que vitorioso.

Do mesmo modo que Jesus era um com o Pai, nós também podemos ser um com a Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo. Quem se envolve com Deus torna-se um com Ele. Com isso, veremos que, em todas as batalhas, Ele nos favorecerá, e o inimigo não mais nos oprimirá.
Por R. R. Soares



ChurchFitness: Fiéis utilizam a crença para ajudar na prática da atividade física

Praticantes fazem aula em igreja de Maryland 250x156 ChurchFitness: Fiéis utilizam a crença para ajudar na prática da atividade físicaDeus e os exercícios ChurchFitness: Fiéis utilizam a crença para ajudar na prática da atividade físicaCrer em Deus ajuda a malhar? Nos EUA, um número cada vez maior de pessoas aposta que sim. Elas integram um movimento que usa a fé para estimular os exercícios físicos. Há academias, igrejas e personal trainners que oferecem treinos nos quais a religião é a grande motivadora para definir músculos ou perder peso.

Neste mercado, há estrelas como a pioneira Donna Joyner. Ela lançou uma aula em DVD na qual aparecem alunos e um coro gospel. Todos fazem exercícios e louvações a Deus. Outro representante do movimento é Paul Eugene, do Gospel Dance Aerobics. “Uso a religião para inspirar as pessoas a continuar a prática”, disse à ISTOÉ.

A fé também é lembrada na hora de resistir às tentações. “Ensinamos aos indivíduos que se voltem para Deus quando sentirem desejo de comer por gula”, disse à ISTOÉ Gwen Shamblin, do Weigh Down Ministries, empresa que cria programas para serem usados em igrejas.

As aulas são parecidas com as de qualquer academia. De diferente estão as referências e os apelos pela ajuda divina e a presença de símbolos, como a cruz. Fundada há um ano, a empresa ChurchFitness, aliás, especializou-se em construir academias dentro das igrejas, usando esses símbolos em meio a aparelhos de musculação e esteiras. Já foram 15 projetos até agora. “As igrejas estão cada vez mais envolvidas no fitness. Ele é um instrumento para manter as pessoas da comunidade conectadas”, disse à ISTOÉ Rob Killen, da Churchfitness.

Por enquanto, são poucos os estudos que avaliam a eficácia da estratégia. Um deles foi feito por Kenrik Duru, da Universidade da Califórnia. Durante oito semanas, ele acompanhou 62 mulheres religiosas (de religiões distintas). Elas haviam sido divididas em dois grupos. Ambos se exercitavam por 45 minutos. Mas o primeiro também ouvia trechos da “Bíblia” alusivos à força e ao poder divino. As outras escutavam temas não religiosos. Ao final, as que receberam as mensagens bíblicas deram cerca de 78% mais passos por semana. “Uma das razões é que elas passaram a andar em grupo, contando com suporte social de apoio”, explicou Duru à ISTOÉ.

domingo, 21 de novembro de 2010

A Honra de Samuel


Uma palavra que me abriu os olhos há um bom tempo é 1 Samuel capítulo 9, versículo 6. Nela, temos o episódio em que Saul sai à procura do rebanho de seu pai, que tinha se perdido, e fica apreensivo pelo insucesso que sua missão teve.

Então, seu criado revela o que lemos nesse versiculo, que diz: "Porém ele lhe disse: 'Eis que há nesta cidade um homem de Deus, e homem honrado é; tudo quanto diz, sucede assim infalivelmente; vamo-nos agora lá; porventura nos mostrará o caminho que devemos seguir'". O caminho que Samuel traçou em sua vida, que o levou a ter essa posição de honra e ser reconhecido como profeta do Senhor, começou desde muito jovem, pois foi consagrado ao serviço de Deus por seus pais, juntamente com Eli, o Sacerdote.

Os filhos de Eli, em vez de darem o bom exemplo, constantemente transgrediam a lei do Senhor e abusavam de sua posição. Tudo isso pode ter chocado o jovem Samuel. Mas, em vez de seguir o mau exemplo deles, que veio causar a morte prematura de ambos, Samuel continuou ligado no que ele aprendia da lei do Senhor (1 Samuel capítulo 3, versículo 19).

Como resultado, a Palavra de Deus estava continuamente em seus lábios e nas suas atitudes. Jesus disse que a boca fala do que o coração está cheio, e quem honra o Senhor é honrado por Ele. Como consequência, ele falava algo que vinha do coração de Deus. Os homens podiam confiar nele, porque seu caráter foi moldado com referência à Palavra do Senhor.

A pergunta que fazemos é: "O que o nosso próximo vê de nós? Qual é a imagem que estamos passando para o colega de trabalho com o qual convivemos diariamente, para o cônjuge ainda não convertido ou para o filho rebelde?". Muitas vezes a nossa falha em assumir a Palavra de Deus em um setor de nossas vidas impede esse maravilhoso mover do Senhor em nós. Pessoas se entregariam a Jesus se vissem em nós as maravilhas que confessamos que Ele faz.

Podemos fazer referência à Paulo, em Romanos capítulo 15, versículos 18 e 19, que relata que tudo o que ele pregava, ele primeiro experimentara em sua própria vida. Paulo é outro exemplo, assim como Samuel, de pessoas que falavam e provavam porque sabiam a quem serviam.
A falta de contato com o Senhor nos impede de formar essa intimidade com Ele, não deixa o nosso próximo ver o brilho de Cristo em nós e, principalmente, faz o inimigo dar "gargalhadas" quando queremos exercer autoridade espiritual, pois nossas orações sao impedidas.

A consequência de ser honrado pelo Senhor é que teremos a direção certa para agir, e as palavras precisas, tão precisas como é um feixe de laser ou um bisturi nas mãos de um cirurgião. O que nos leva a analisar que, se estamos confusos, significa que a voz de Deus não está sendo ouvida por nós, pois o Senhor não se cala ao clamor de Seus filhos. São as nossas distrações que sufocam a voz tenra e certa que vem do Senhor.

Por David Soares

sábado, 20 de novembro de 2010

O Fluir do Amor de Cristo


"Ensina-me Teus caminhos Senhor,
E andarei na Tua luz.
Dá-me um coração
Submisso a Ti
Para honrar-Te, oh Deus,
Purifica-me;
Limpa-me Senhor;
E livra-me de tudo
Que impede o fluir
Do Seu amor."

Deus é muito criativo. Quando menos esperamos, Ele sempre inventa uma maneira diferente de falar ao nosso coração. Seja através de uma mensagem no culto, de uma pessoa na rua, de um gesto de alguém e assim por diante. Pra falar com a gente ele usa tudo e todos.

No último domingo, eu estava cantando uma pequena música que já conheço de trás para frente, mas desta vez Ele usou um trecho comum dela para me fazer refletir em Sua grandeza.

Esta é uma canção muito simples, mas certamente qualquer pastor poderia facilmente pregar em cima de sua letra. Hoje quero destacar apenas a frase “E livra-me de tudo que impede o fluir do Seu amor“. Você já parou para pensar no que isso significa?

Imagine uma corrente de água cristalina, dessas que serpenteiam pela paisagem em direção a um rio. Ali a água flui com naturalidade e beleza, quase como se estivesse dançando. Agora coloque algumas rochas neste cenário e a água vai começar a correr pelo caminho com certa dificuldade. Adicione ainda mais pedras e a corrente será barrada até ficar completamente parada, sem vida.

É disso que o cântico fala sobre não impedir o fluir do amor de Jesus. Se água parada dá dengue, na nossa ilustração água parada – ou seja, água que não flui – dá pecado (rochas) que barram a nossa comunhão com o Senhor. Entendeu?

Não deixe que as pedras da vida bloqueiem o amor de Cristo. Pelo contrário, deixe este amor correr como a corrente cristalina da ilustração, e assim alcançar as outras pessoas ao seu redor. Porque quando o amor de Deus flui no nosso cotidiano, pessoas são contagiadas. E vidas podem ser transformadas.

Por Odir Brandão

Uma Resposta Sábia


A filha de Billy Graham estava sendo entrevistada no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela:

“Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro?”

Anne Graham deu uma resposta profunda e sábia:

“Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós. Por muitos anos temos dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas.
Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou.

Como poderemos esperar que Deus nos dê a sua benção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?”

À vista de tantos acontecimentos recentes…ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc. Eu creio que tudo começou desde que Madelin Murray O’hare (que foi assassinada), se queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião.

Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas…A Bíblia que nos ensina que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos.

Logo depois o Dr. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto-estima (o filho dele se suicidou) e nós dissemos:

“Um perito nesse assunto deve saber o que está falando”. E então concordamos com ele.

Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar nossos filhos quando se comportassem mal.

Então foi decidido que nenhum professor poderia tocar nos alunos…(há diferença entre disciplinar e tocar). Aí, alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem. E nós aceitamos sem ao menos questionar.

Então foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas quantas eles quisessem para que eles pudessem se divertir à vontade.
E nós dissemos: – “Está bem!” Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino.

Depois uma outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de Crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet.

E nós dissemos: – “Está bem, isto é democracia, e eles tem o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso”.

Agora nós estamos nos perguntando porque nossos filhos não tem consciência, e porque não sabem distinguir o bem e o mal. O certo e o errado, porque não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas de classe ou a si próprios… provavelmente, se nós analisarmos seriamente, iremos facilmente compreender: nós colhemos o aquilo que semeamos!!!

Uma menina escreveu um bilhetinho para Deus: "Senhor, porque não Salvaste aquela criança na escola?”

A resposta Dele: – “Querida criança, não me deixam entrar nas escolas!!!”

É triste como as pessoas simplesmente culpam a Deus e não entendem porque o mundo está indo a passos largos para o inferno. É triste como cremos em tudo que os jornais e a TV dizem, mas duvidamos do que a Bíblia ensina. É triste como todo mundo quer ir para o céu, desde que não precise crer, nem pensar ou dizer qualquer coisa que a Bíblia ensina.

É triste como alguém diz: -”Eu creio em Deus” , mas ainda assim segue a satanás, que por sinal,também “Crê” em Deus.

É engraçado como somos rápidos para julgar mas não queremos ser julgados!

É triste ver como as pessoas ficam inflamadas a respeito de Cristo no domingo, mas depois se transformam em cristão invisíveis pelo resto da semana.

Você está achando engraçado? Estranho que nós nos preocupamos mais com o que as outras pessoas pensam a nosso respeito do que com o que Deus pensa…

Pense bem a respeito… Você está nesse mundo a serviço de quem???

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Entrega total - "Sem lugarzinhos"


"Toc, toc, toc Alguém bate a porta.
Toc, toc, toc
Alguém deseja entrar.
É o mal querendo um lugarzinho
Não, não, não
Você não pode entrar!

Toc, toc, toc
Alguém bate a porta.
Toc, toc, toc
Alguém deseja entrar.
É Jesus querendo a casa toda
Sim, sim, sim
Oh vem em mim morar!"



Eu gosto de observar letras de músicas para crianças. Algumas, embora simples na essência, passam uma mensagem muito pura e verdadeira – melhor do que muitos “top de sucesso” de algumas igrejas e rádios por aí.

A pequenina canção ali no começo do post é um bom exemplo de letra infantil de qualidade. Mas há muito mais nela do que você pode imaginar. Muito mais!

É Jesus querendo a casa toda“. Esta frase não está dizendo que você deve separar apenas uma parte do seu coração para Cristo. Ele quer tudo. Quando você convida alguém para entrar na sua casa você não diz para ela “olha, fique a vontade, mas só entre na varanda e na sala; na cozinha, quartos e banheiro eu não deixo!”.

Contudo, o principal ponto que quero tocar é o de outro trecho fantástico deste cântico aparentemente bobinho.

É o mal querendo um lugarzinho“. Percebeu a diferença das duas frases? Ao contrário de Jesus, Satanás só quer um lugarzinho. Nada mais do que isso. Ele se contenta com o banheiro ou com o porão escuro da sua vida. Sabe por que? Porque um lugarzinho é tudo o que ele precisa para tirar a sua comunhão com o Criador.

Por isso é importante entregar tudo para Deus. Se tem alguma área da sua vida que ainda não confiou a Ele, por menor ou “aparentemente insignificante” que ela seja, saiba que você está fazendo exatamente o que o inimigo quer que você faça.

Não dê um lugarzão ou um lugarzinho para o mal. Entregue a chave da sua casa para Deus e diga “Senhor, todos os cômodos da minha vida pertencem somente a Ti”.

Por Odir Brandão

Os Três Cálices da Comunhão

Após a Santa Ceia, alguém tem que cuidar das bandejas de comunhão. Quando eles levantam a tampa, acredito que vejam três tipos de cálices lá dentro: o cálice usado, o cálice mau utilizado, e o cálice não utilizado. Vamos dar uma olhada nas pessoas envolvidas com cada um destes copos.

O cálice usado - Este seria a maior parte dos cálices vazios. Usado pelos cristãos, que, após cuidadoso exame de consciência, (1 Coríntios 11,28), participam, pedindo o perdão de seus pecados, reconhecendo que todo pecado é pecado contra Deus e só Deus. Gratos pelo precioso sangue derramado de Jesus, que pode lavar todos os nossos pecados. Eles passam o tempo de comunhão lembrando tudo o que Jesus teve de suportar e sofrer para que possamos desfrutar das bênçãos que temos recebido por participação.

O cálice mau utilizado - Este vem a ser alguns dos cálices vazios restantes. Usado por aqueles que não se preocuparam em discernir o corpo do Senhor (1Co 11:27 e 29), e comeram e beberam sobre condenação para gastar seu tempo de comunhão roendo suas unhas, ou tomando um cochilo de 5 minutos de poder, ou somente para saber se o culto acabará a tempo de ir ao restaurante local.

O cálice não utilizado - Este seria o resto dos cálices que ainda estão cheios. Cheios, devido a um total desrespeito pela Mesa do Senhor, o ponto central do culto de adoração no primeiro dia da semana. Eles podem ter acordado no dia do Senhor do mês e decidiram que precisavam de mais horas de sono e só viraram e fecharam os olhos, afinal de contas é só domingo, e não um dia de trabalho. Provavelmente tiveram uma leve dor de cabeça na qual certamente não os impediram de ir ao trabalho, mas não à igreja porque afinal, é apenas domingo. Somos orientados a não abandonar a assembleia de nós mesmos para juntos, (Hb 10:25), que é um pecado fazê-lo voluntariamente, (Hb 10:26), e que quando nós voluntariamente fazemos: 1. pisoteamos o Filho de Deus (o pão); 2. tratamos como uma coisa profana o sangue da aliança (o cálice), e 3. insultamos o Espírito Santo (que nos leva a estar aqui), (Hb 10:29).

Se os anciãos da congregação observarem que os membros da congregação estão presos ou impedidos, que a Comunhão possa e seja apresentadas a eles, seja em casa ou no hospital. Eles mantêm as portas abertas para os serviços à noite, para aqueles que não puderam comparecer por motivos alheios à sua vontade. Simplesmente não há muito o que possamos fazer sobre aqueles que negligenciam voluntariamente a mesa. Talvez um dia, a pessoa que toma conta das bandejas de comunhão levante a tampa e não veja um único copo cheio ali.
Quanto a mim e a minha casa, nós não deixaremos de reunimos em torno desta mesa no dia do Senhor, e não é somente por causa de alguma doutrina que diz que nós deveríamos, mas, simplesmente porque nós amamos Jesus e queremos que Ele saiba que nós nos lembramos do que Ele fez por nós, e porque queremos que os nossos pecados sejam lavados no Seu sangue.

Por Stan Butler

Mangá transforma histórias da Bíblia em séries de ação

Mangá cristão transforma histórias da bíblia em séries de ação 250x206 Mangá transforma histórias da Bíblia em séries de ação
"A Bíblia é recheada de ação, vilões e heróis; ingredientes perfeitos para uma série de mangá de ação", disse uma editora cristã de mangá. “Mangá, ou o estilo de quadrinhos do Japão, é uma maneira de atrair o interesse da juventude para histórias da Bíblia e de fé, e ao mesmo tempo proporcionar-lhes entretenimento”, disse Jônatas Lin, fundador da Atiqtuq, que publica mangás cristãos.

Atiqtuq, fundada no início de 2010, lançou uma série sobre o apóstolo Paulo. “Eu sempre quis abrir meu próprio negócio e causar impacto na sociedade de uma forma positiva. Essa mídia é tão importante que pode ser usada para chegar aos leitores mais jovens”, disse Lin.

Lin cresceu visitando seus primos que vivem no Japão, onde ele testemunhou o “frenesy” sobre anime e mangá japoneses. Após sair do mundo dos negócios corporativos, Lin sentiu como ele poderia começar uma empresa que combina a popularidade do mangá com as histórias da Bíblia.

A maioria de seus clientes é proveniente dos Estados Unidos, mas tem havido pedidos de lugares tão distantes, como da Austrália, Brasil, Alemanha, Grã-Bretanha e Japão, disse ele. Seus leitores têm, geralmente, entre as idades de oito e 13 anos, o que significa que os pais geralmente são os que compram os livros on-line para seus filhos.

“Eu nunca me senti em paz em outras carreiras até agora”, disse Lin, que começou a compartilhar a empresa com suas próprias economias e trabalha longas jornadas de 14 horas. “Mesmo que o trabalho seja duro e eu não esteja fazendo tanto dinheiro como eu costumava fazer, há uma sensação de paz de saber que estou onde eu deveria estar”.

A palavra Atiqtuq é usada pelo Inuits do Canadá para descrever o momento em que um bebê urso polar sai da toca e segue sua mãe em sua primeira viagem para a Baía de Hudson. A empresa diz que quer levar o leitor a uma viagem através de grandes histórias sobre heróis e heroínas reais.

A empresa planeja lançar série sobre Noé, Davi e Golias, Jacó e Ester, em 2011.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Importantes Orientações

Para conhecê-lo, e a virtude da sua ressurreição, e a comunicação de suas aflições, sendo feito conforme a sua morte” - Filipenses 3.10

As Escrituras contêm todas as informações necessárias para cumprirmos de modo correto as obrigações que o Senhor deu a todos os homens e, em particular, a cada um de nós. Nelas, também encontramos as orientações sobre o que fazermos para termos conhecimento de quatro fatos de extrema importância: (1) quem é o nosso Senhor; (2) qual é a virtude da Sua ressurreição; (3) qual é a comunicação de Suas aflições, e (4) por que devemos ser feitos conforme a Sua morte. Quem entender cada um deles e prová-los, sem dúvida, fará a vontade divina de modo agradável ao Senhor e, por conseguinte, será bem-sucedido.

É bom prestar atenção a essa declaração bíblica e lutar para vivê-la na íntegra. Segundo o apóstolo Paulo, cada item significa um alvo e, para alcançá-lo, é preciso considerar desprezíveis as demais coisas. Como para um náufrago o mais importante é avistar terra firme e chegar até ela, para nós nada deve ter mais valor do que entendermos o que representam essas bênçãos e tomarmos posse delas.

O maior desejo de Paulo era conhecer Cristo. Ora, Jesus é Deus. Ele foi a pessoa da Trindade divina que criou todas as coisas. Ele é o Verbo divino, sem o qual nada foi feito (João 1.1-4). O Senhor é onipotente e extremamente inteligente. Quando observamos uma foto do espaço sideral, com milhões de pontinhos luminosos, podemos sentir o quanto Ele é poderoso, pois criou todas as coisas do nada e as mantém em órbita pela Palavra do Seu poder. Então, diante de todas as maravilhas criadas por Deus, por que Ele Se interessa tanto pela raça humana – e, mais especificamente, por mim e por você? Precisamos conhecê-lO e, assim, buscarmos mais e mais esse Pai que tanto nos ama.

As trevas não foram capazes de deter Jesus quando o Espírito de Deus O revivificou. O poder que nEle operava era – e sempre será – tão intenso, que todos os demônios tiveram de cair por terra. Satanás, o chefe deles, viu o Senhor tomar de suas mãos as chaves da morte e do inferno (Apocalipse 1.10-18). Cristo ressuscitou. Que autoridade! Que majestade! Esse mesmo poder era aquele que o apóstolo se esforçava por conhecer. Como seremos abençoados quando também alcançarmos esse entendimento!

Para Paulo, era importante a comunicação com as Suas aflições. O Salvador foi oprimido para que fôssemos livres. Se não compreendemos essa verdade, o inimigo nos tenta, por exemplo, com paixões proibidas, às quais, em alguns casos, até sucumbimos. Por outro lado, com esse conhecimento bíblico, vivemos acima das tentações, das doenças e dos demais problemas.

O apóstolo desejava ser feito conforme a morte do Senhor, sabendo que Jesus morreu por ele, pagando o preço necessário para que os que nEle cressem fossem libertos de toda opressão. Na morte de Cristo se encontra tudo aquilo de que precisamos para nos tornarmos bem-sucedidos. Grandes desafios são esses para nós! O que você fará a respeito?

Por R.R. Soares

O Homem que Desperdiçou a Graça duas Vezes

Neste texto, Salomão tinha acabado de assumir o trono de seu pai. O seu reino seria um reino de paz.

As características seriam misericórdia e bondade. Logo no início, ele decide fazer este a Simei. Lhe deu uma anistia. Simei era um ativista. Um revolucionário. Um agitador de massa e inconseqüente. Não era uma pessoa leal, de bom coração.

Salomão não queria mandar executar Simei, então lhe dá uma ordem:
“Edifica-te uma casa em Jerusalém, e habita aí, e daí não saias, nem para uma parte nem para outra. Porque há de ser que, no dia em que saíres e passares o ribeiro de Cedrom, fica sabendo que serás morto; o teu sangue cairá, então, sobre a tua cabeça.”

Salomão estava querendo Simei debaixo dos seus olhos, em Jerusalém. E se ele saísse da cidade, seria morto. Simei disse: “boa é essa palavra;” Esta reação de Simei foi muito positiva. Mas depois de três anos, dois escravos seus fugiram. Está claro que ele tinha mais escravos, além daqueles. Simei tinha enriquecido em Jerusalém. E o texto diz que deram parte a Simei de onde estavam estes escravos. Mas os sujeitos da notícia estão ocultos. Estes, disseram exatamente onde se encontrava os seus escravos – em Gate. Gate estava uns 40 kilômetros de Jerusalém. E Simei impulsivamente, foi atrás deles.

Já dizia um humorista anos atrás: “cuidado com o amigo da onça.” Estes que deram a noticia, provavelmente, esperavam esta reação de Simei. Eram ‘amigos da onça’. Você está discernindo as propostas que lhe estão dando? Os conselhos que estão lhe dando?

Simei se deixa levar por histórias. Ele pensou que seria rápido. As pessoas estão falando assuntos para você e colocando a sua vida em risco. Pessoas estão se desgraçando pelo resto da vida, por causa de histórias. Só cai a ficha, quando o quadro se agrava. Pessoas estão ouvindo historinhas e achando que vão se dar bem. Simei viveu apenas três anos na benção, pois ele prosperou, depois da anistia do rei Salomão.

Há um texto em Provérbios 1.10 que diz: “Filho meu, se os pecadores querem seduzir-te, não o consintas.”
Ora é uma proposta para enriquecer, ora é para se dar bem. Tem gente contando histórias para você, e você está caindo nela. Existe um grupo enorme de pessoas que pararam na cadeia por causa de amigos.

Simei é o homem que desperdiçou a Graça duas vezes. Ele tinha errado também com Davi, mas também tinha recebido a Graça de sua parte. O texto diz que ele jogava pedras em Davi e o amaldiçoava dizendo: “Fora daqui, fora, homem de sangue, homem de Belial;” Simei estava fazendo isto sozinho! E Davi estava cercado de seus homens valentes! Davi impediu de ele ser morto, pois Abisai, um de seus homens, queria cortar a cabeça dele. E a 2ª Graça foi de Salomão.

Tem gente brincando com fogo! A palavra para Simei durou apenas três anos. Quanto tempo dura a Palavra na sua vida? Simei jogou fora a Graça de Davi e também a de Salomão.

Tem “amigo da onça” sorrindo para você o tempo todo, e que a sua história, na verdade é só para lhe arrebentar. Simei iria morrer de velhice, se não tivesse embarcado na história do “amigo da onça”. Para não engolirmos qualquer história, fique em Jerusalém. Fique na presença de Deus! Não saia de Jerusalém, permanecendo no Amor daquele que nos salvou e nos libertou.

Por Jaime Soares

Igreja Hillsong em Nova York atrai multidão de jovens

Igreja Hillsong em Nova York atrai multidão de jovens 250x166 Igreja Hillsong em Nova York atrai multidão de jovens
Quase um mês após seu lançamento oficial, a Igreja Hillsong de Nova York realizou sua segunda reunião importante na cidade de Nova York no domingo à noite.

A resposta ao Hillsong NYC, a primeira congregação dos EUA a ser lançada pela Igreja Hillsong da Austrália, tem sido forte. Cultos da Igreja, uma agendada para às 5:30h da tarde e outro às 7:30h da noite, cada uma atraiu multidões de 500 a 700 pessoas à sua sede no Irving Plaza. O primeiro culto atraiu uma multidão jovem do hip e longas filas, em que alguns transeuntes confundiram o evento para um concerto. A faixa etária para a maioria dos participantes foi de 18 até depois dos 20.
Muitos participantes no domingo, disseram que eles já faziam parte de uma Igreja em Nova York, mas eles queriam mostrar apoio ao Hillsong.

Kami Ajaye, um membro da Igreja World Changers de Nova York, disse que inicialmente ouviu sobre o lançamento da Igreja durante um segmento de transmissão no Trinity Broadcasting Network. Ela disse que queria participar para ajudar o Hillsong a “plantar a semente.”

Jen Berry, um pastor de jovens ao lado de seu marido na Igreja do Full Gospel, em Long Island, disse que estava assistindo para ver adoração Hillsong ao vivo e que volta a aplicar os seus cultos para jovens.

“O estilo de adoração é realmente eficaz para a juventude,” disse Berry.” “A maioria das canções que realizamos em nossa Igreja são de Hillsong.”
Para algumas pessoas, a expansão do Hillsong para Nova York foi uma resposta à oração.

Pahola Soares disse que tentou várias Igrejas em Nova York, mas nunca me senti como se ela encaixava. Depois que ela soube que o Hillsong estava vindo para a Big Apple, ela se juntou a um dos “grupos de contato” e gostou tanto que assinou contrato para se tornar uma voluntária da Igreja.

“Eu entrei porque eu quero ser parte de uma nova Igreja – o começo de algo – não uma Igreja já estabelecida,” disse Soares, um estudante na Universidade de Medicina e Odontologia de Nova Jersey. “Eu gosto de como eles têm pessoas que se reúnem a partir de todo o mundo e se tornam uma grande família.”

Durante o culto, os líderes da nova congregação foram rápidos em corrigir eventuais equívocos sobre a Igreja e sua finalidade.

"Isto não é um concerto. Isto não é um show. Isto não é um clube. Isto é uma Igreja,” disse o pastor líder da Igreja, Carl Lentz, que estará ministrando ao lado de sua esposa, Laura.

Em sua introdução, ele explicou a sua visão do Hillsong NYC como sendo mais que um culto semanal, mas uma comunidade de crentes que pode tocar a vida dos outros com o amor de Jesus.

A visão para o ramo dos EUA foi anunciada pela primeira vez em fevereiro pelo pastor Brian Houston, fundador da Igreja Hillsong, com sede perto de Sydney, na Austrália. O pastor pentecostal reconheceu que a área de metropolitana de Nova York já tem muitas “grandes Igrejas” e que a cidade multicultural populosa colocaria muitos desafios. Mas ele destacou o coração do Hillsong para Nova York e disse que está animado para “chegar junto” às Igrejas e ser uma bênção para os líderes e congregações lá.