terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Deus Não é Deus de Mortos, Mas de Vivos

"Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, ele não é Deus de mortos, mas de vivos."
Mateus 22:32

O nosso Deus é e será sempre Deus de vivos. Os mortos, quer aqui neste mundo, quer no futuro, não têm parte com Ele. Aliás, nunca poderiam ter, porque Ele é, em Si mesmo, vida. Nada tem a ver com a morte.

Talvez pensar na morte cause sempre um sentimento de desconforto, frialdade, tristeza. Porém pensar em vida é diferente, é conforto, ternura, bênção, conforto, alegria. No entanto, a morte física é inevitável - "aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo" (Hebreus 9:27).

Todos sabemos que o nosso corpo é pó e ao pó vai voltar, mas o nosso espírito volta a Deus, que o deu, para ser julgado, condenado ou absolvido, de acordo com a forma como tiver aceite ou rejeitado a morte de Jesus. Pilatos perguntou: "que farei, então, de Jesus, chamado o Cristo?" (Mateus 27:22). Nós respondemos-te: "crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo", terás vida em abundância.

Neste momento, se não és um filhinho de Deus, pela fé no sacrifício de Cristo, tu estás morto, não és de Deus; nem teu corpo, nem teu espírito imortal. Estás morto em teus delitos e pecados (Romanos 3:23; 6:23)

Deus é Deus de vivos e não de mortos, por isso, o apelo que te fazemos, nesta hora, é: aceita Jesus como teu Único e verdadeiro Salvador e vive, com Deus, a vida que Ele tem para ti aqui e, amanhã, usufruirás, por Seu imenso amor, a vida que não acabará mais.

Vida que vale a pena ser vivida é aquela que vivemos tendo Deus por amigo, companheiro, Senhor e Salvador.

Por José Luiz Valério

Nenhum comentário:

Postar um comentário