quinta-feira, 13 de março de 2014

O Fardo Leve e o Jugo Suave de Jesus

Você com certeza, já leu o versículo do Evangelho de Mateus, capítulo 11, verso de 28 a 30 que diz: "Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve." 

E também se vai regularmente a igreja, já ouviu uma pregação pelo menos sobre o jugo suave e o fardo leve que Jesus nos oferece.

Mas e aí? Você tem se sentido leve ao carregar o fardo cristão? E o jugo a qual você está ligado é suave? Ou está te machucando?

Bem, antes de meditarmos sobre esse assunto, vamos entender o que é jugo e o que é fardo.

Jugo é uma peça de madeira usada até hoje, para ligar dois bois, um ao outro, para que caminhem lado a lado, dividindo a carga que carregam. Também pode significar uma peça que pode ser colocada nos ombros para distribuir por igual o peso de duas cargas a serem transportadas.

Fardo é um pacote, embrulho que é usado para carregar, transportar coisas, que pode ser pesado ou leve, dependendo do que você coloca dentro dele - por exemplo, um fardo de penas, mesmo muito grande, é muito leve, e um fardo de chumbo, mesmo pequeno, pode ser muito pesado.

Todo cristão quando aceita Jesus, deve aceitar carregar o Seu Jugo (de Cristo), e também passa a carregar um fardo, (que é seu), e que com Jesus deveria ser leve.

E porque muitas pessoas sofrem tanto, mesmo servindo a Cristo? Porque parecem as vezes carregar uma carga imensa e serem cheias de sofrimento?

A culpa disso é nossa, e não de Deus. Ele nunca nós dá nada para carregar ou fazer se está fora do nosso alcance. Como Paulo disse em 1 Coríntios 10:13:

Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.”

O que acontece é que não carregamos o jugo com Jesus, carregamos sozinhos, e ainda enchemos nosso fardo com coisas que não deveríamos.

Para que isso não aconteça, devemos entender que o jugo de Cristo deve ser carregado de forma conjunta. O jugo de Cristo é suave, porque ele está sempre ao seu lado para carregar com você, ele pagou o preço por nossos pecados, levou sobre si as nossas dores.

Mas como fazer isso? Como deixar que Jesus nos ajude?

Entenda sempre que devemos fazer o que Ele faz, andar lado a lado, se Jesus te direciona para um lado, é pra esse lado que você vai.

Se Ele anda mais rápido, você anda também, se Ele vai com calma, assim você também vai. Isso é submissão. Isso é utilizar um jugo, lembra? Não tem como você estar ligado a Jesus pelo jugo Dele, e querer fazer do seu jeito.

E não precisa ter grandes revelações divinas, pra saber o que Jesus quer que façamos, Ele já nos deixou tudo escrito. Sua vida, seus conselhos, suas instruções, e deixou também o Espírito Santo, que nos dá consciência para fazer as escolhas certas. Lá no fundo, sempre sabemos o que é correto,  na maioria das vezes erramos porque somos teimosos.

Aí fica difícil, pois você só se cansa. Tentar ir pra outro caminho, e pedindo pra Jesus te guiar, faz com que você se sinta como se tivesse arrastando um prédio, e o jugo que você carrega deixa de ser suave, pois se Jesus vai para um lado e você pra outro, o jugo fica desigual e você acaba se machucando, sofrendo.

E como fazer para que o fardo que você carrega seja leve?

Primeiramente entenda que você tem uma carga/fardo, e que deve carregá-la, e não deixar que a carga arraste você ladeira abaixo, ou que trave a sua subida.

Porque cada qual levará a sua própria carga” (Gálatas 6:5)

Você tem que arrumar uma forma de acondicionar cada coisa em seu devido lugar. Arrume o seu fardo de modo que nada fique pelo caminho. Não deixe nada pra trás, nem espere que as coisas se resolvam sozinhas.

Mas antes que você possa se preocupar ou ficar ansioso com algo, saiba que não é esse o propósito de Deus, veja:

Certamente Ele levou sobre si as nossa enfermidades e as nossas dores levou sobre si” (Isaías 53.4);
Confia os teus cuidados ao Senhor e Ele te susterá” (Salmos 55.22)
Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade , porque Ele tem cuidado de vós” (1 Pedro 5.7)

Não é ficando ansioso ou preocupado que você resolverá seus problemas. Portanto, não fique com o seu fardo encalhado por aí, sem saber o que fazer, olhando a subida e dizendo que ela é grande.

O tempo não vai resolver nossos problemas. O tempo não remove nossos fardos, somente acumula coisas nele, mas você terá que carregá-lo um dia. Deus nos diz pra não temermos, pois Ele nos ajuda e fortalece: 

Não temas, porque eu sou contigo, não te assombres, porque eu sou teu Deus, eu te fortaleço e te ajudo e te sustento com a minha destra fiel” (Isaías 41.10)

Saiba que você tem um Deus que cuida de você e que te ajuda, portanto caminhe! Jesus está conosco através do Espírito Santo, dividindo o jugo conosco.

Carregue no seu fardo apenas o que deve carregar. Não carregue preocupações demasiadas, nem a violência do mundo. Não carregue ódio, ou rancor, ou preguiça, ou mentiras, ou qualquer outra coisa que possa deixa-lo pesado.

E outra coisa muito importante: Arrume-o antes de carrega-lo. Ninguém pode carregar nenhum tipo de carga antes de arrumá-la. Você tem que saber o que levar, e o como levar.

Existem inúmeras coisas que você não deve carregar no seu fardo. Uma das coisas que mais pesam na vida do cristão, são as coisas pendentes, as mentiras, as amarguras e brigas. Devemos acabar com esses problemas, com as intrigas, divisões e indiferenças.

Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma cousa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta” (Mateus 5:23-24).
Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo” (Efésios 4:26-27).
Nem haja alguma raiz de amargura que, brotando, vos perturbe, e, por meio dela, muitos sejam contaminados”  (Hebreus 12:15).

E por último, após ter resolvido tudo, arrumado o seu fardo, você terá uma vida cristã mais tranquila.

Com mais tranquilidade, com o jugo suave de Jesus, o seu fardo leve, você poderá não só carregar o seu, mas também ajudar os outros em suas caminhadas. 
Ensinar a outros o que você aprendeu. Ajudá-los a deixar de lado o que não interessa e levar apenas o que realmente importa.

Na carta de Paulo aos Gálatas, ele ensina as igrejas da Galácia, dizendo:

“Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado. Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo. Porque, se alguém cuida ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. Mas prove cada um a sua própria obra, e terá glória só em si mesmo, e não noutro. Porque cada qual levará a sua própria carga.” (Gálatas 6:1-5).

Portanto, é importante que saibamos como carregar nosso fardo, e que estejamos enraizados na fé, seguindo a Cristo com todo o coração, para que possamos também ajudar uns aos outros. 
Afinal, se realmente amamos o nosso irmão, nos preocupamos com ele, e desejamos que ele esteja bem, sem sofrimento, nem peso excessivo e fazendo a vontade de Deus assim como nós.

Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão” (1 João 4:20-21).

Deus abençoe você!
Por Luiz Polito

Nota do blog: Ao iniciar sua jornada, lembre-se de retirar todos os entraves que atrapalham o seu caminho e impedem que você carregue seu fardo - como foi mostrado, nós mesmos é que impomos entraves à nossa vida cristã (1 Coríntios 10:13). É preciso renunciar a tudo aquilo que lhe impede de viver em santidade e perfeita comunhão com Cristo. Só assim é que podemos nos sentir leves ao carregar nosso fardo e fazer com que o jugo a que estamos ligados seja suave.

2 comentários:

Comente!